02 fevereiro 2015

AUGUSTO ALVARENGA | SEMANA DO AUTOR NACIONAL

É dada a largada para a SEMANA DO AUTOR NACIONAL aqui no blog! Até o próximo domingo estaremos conhecendo vários autores nacionais e conhecendo um pouco de sua respectiva trajetória. 

Foto de Anna Trindade
E vamos começar nossa semana conversando com um mineiro gente boa! Augusto Alvarenga é autor de "Um Amor, Um Café & Nova York" que conta a história de Camila. Essa garota tem um sonho: viver um amor de cinema. Ela acaba conseguindo mais do que almejava quando conhece Guilherme. No dia do aniversário de 19 anos de Camila, e também de três anos do casal, Guilherme chega com uma surpresa incrível: uma viagem de um mês inteirinho em Nova York! E esse era mais um sonho de Camila realizado. Só que a vida não é só brilho. Na verdade, há brilho demais em Nova York. Até que ponto isso pode ofuscar a relação desses dois? 

Eu não sei, mas pode ter certeza que essa sinopse me deixou com um desejo imenso de ter esse livro. E o terei! Se você quiser ter o seu livro também, clique aqui.

Cheguei lá pro Augusto e já fui elogiando o sucesso que esse garoto fez na Bienal de Minas. Ele era comentado em todos os vlogs, posts... Me pus naquela situação e perguntei como ela se sentia ao saber que as pessoas estavam saindo de suas casas para prestigiar o trabalho delas e reservar um tempo para ir ao lançamento do seu livro.  "É uma emoção muito grande, e a realização do autor, eu acho.",disse. "É quando as pessoas dão um carinho, compram o livro, ou iam lá só pra me dar um abraço e desejar sucesso. Uma coisa boa na "Bienal" é que você tem o contato direto com seu público, com o leitor, então iam pessoas lá pra me falar o que acharam do livro, ou só pra pegar o autógrafo, e outros que compraram pela primeira vez e quiseram embarcar na viagem também. É absurdamente gratificante e emocionante."

Demais isso! Depois continuei uma sequência de perguntas aleatórias. Uma delas era: Até que ponto você deixa de colocar o Augusto em um personagem? Existe esse limite? 
"Não sei... Eu acho que chega no limite quando o personagem deixa de ser personagem para ser você. Isso é ruim por que as pessoas que te conhecem e lerão o livro, vão saber que o personagem é uma "farsa". Aí (na minha opinião) já perde um pouco a graça da 'imaginação', digamos assim. Então acho que esse é o limite, quando o personagem deixa de ser personagem para ser você."

E falando de personalidade do autor no personagem, Augusto tem vontade de ir para Nova York e isso faz parte dele. Mas... se você estivesse em Nova York agora, Augusto, o que você faria? Qual o primeiro lugar que iria visitar? 
"Se eu estivesse em Nova York agora, eu provavelmente iria para uma livraria (risos). Ou para o Brooklyn Bridge Park, que é um parque que fica meio "debaixo" da ponte do Brooklin, e na orla, de frente para Manhattan. É um lugar maravilhoso que só descobri (na internet/filmes) semana passada. Já deu tempo de incluir no segundo livro (risos)."

Retirado do Instagram: http://instagram.com/instaguto/

Augusto estava vendo uma parte do sonho dele se concretizar. Daí bateu a dúvida... Como é ver o livro se materializando? Escolha duas palavras para tentar medir isso.

"Sonho e Conquista? Essa pergunta ficou muito difícil, porque são tantas emoções que nem dá pra contar... Nomear então.."

É imensurável! Aí, gente! Quero saber se vocês gostaram de conhecer o Augusto? Gostaram do papo? Se vocês quiserem algum autor ou autora, comenta aí que a gente faz! Ah! E a semana só tá começando. Amanhã tem mais gente maravilhosa conversando aqui com a gente!

2 comentários:

  1. Augusto é muito fofo. Uma pessoa do bem, humilde e sincera. Merece todo esse sucesso e muito mais.

    ResponderExcluir