23 julho 2015

COMO RESGATAR O PRAZER DA LEITURA?

A leitura aguça a criticidade, a forma de se expressar verbalmente, a escrita e exercita a memória, prevenindo doenças como o Alzheimer. Isso significa que desfruta dos benefícios somente aqueles que consomem literatura na sua rotina, ação que não parece interessar o brasileiro, segundo estudos que revelam o baixo índice de livros lidos por ano. Esse dado está ligado ao tipo de importância que damos a literatura e que relação temos com a mesma durante toda a vida.

Desde a infância, existe a leitura obrigatória nas escolas, onde o aluno deve adquirir um clássico e lê-lo do começo ao fim para responder questões a respeito da história e do autor. É nesse primeiro contato que a impressão desinteressante fica e o indivíduo cresce lendo somente aquilo que lhe é imposto: clássicos e obras técnicas. 

Além do claro desinteresse por parte da maioria, cria-se o paradoxo de que o livro é um material que custa caro, portanto, se repensado todo o processo de investimento que se faz para a publicação como produção, impressão, marketing e distribuição, ainda percebemos que o livro é até barato. A questão é quebrar a ideia de que livro é caro e, ao passo em que diz isso, gastar o mesmo valor em coisas que não são consideradas caras.

A leitura por prazer é a chave para reintegrar o hábito por parte dos brasileiros, partindo da ideia lógica de que quando se é feito por prazer, a tendência é repetir quantas vezes possível, assim revertendo os dados de pesquisas levantadas. Quando criança, ao invés de impor, deveria ser aberta a possibilidade da leitura livre, dando liberdade ao indivíduo de escolher e selecionar as informações que obterá. A partir disso, ele cria critérios para a escolha da obra, de acordo com seu gosto literário que vai nascendo aos poucos. E os adultos devem ser incentivados por meio da sua rotina, ou seja, no metrô, no ônibus, no trânsito, com o investimento forte publicitário por parte das editoras e do Estado para despertar a importância de resgatar o prazer pela leitura.

2 comentários:

  1. Eu comecei a me interessar mesmo pela leitura tinha uns 14 anos, e isso graças a uma amiga, de lá pra cá não consegui parar de ler, as vezes mais, as vezes menos mas o importante é manter o habito!

    Beijo,
    http://portaoazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir